Skip navigation

A notícia de que nove mulheres se teriam “ordenado” no Canadá reabriu o debate sobre a ordenação das mulheres. Questiona-se os motivos bíblicos, morais, sociais para que este sacramento seja inconcebível pelo Vaticano.
São vários os motivos para tal posição. A igreja baseia-se no principio que Jesus escolheu doze homens como apóstolos. Os representantes da igreja são, por conseguinte, sucessores destes.
Tomando exemplos da Bíblia, já o apóstolo São Paulo dizia: “A mulher aprenda o silêncio, com toda a sujeição. Não permito porém que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio… Salvar-se-á dando a luz filhos se permanecer com modéstia na fé, no amor e na santificação”.
Agora retirado do seu contexto histórico parece-nos completamente retrógrado. No entanto, não podemos esquecer que os apóstolos receberam estas ideias por inspiração divina. Logo, estaríamos a questionar as próprias intenções de Deus.
O Papa João Paulo II pronunciou-se sobre a questão, e recusa a ordenação das mulheres. Fala das intenções de Jesus: “ Confiou somente aos homens o dever de ser “ícone” da igreja, através do exercício do Sacerdócio ministral, isto no entanto, não retira o papel das mulheres”. Tomando uma posição terminante: “Declaro que a igreja não tem absolutamente faculdade de conferir a ordenação sacerdotal as mulheres e que esta sentença deve ser considerada como definitiva por todos os fieis da igreja”.
Porém, a luta continua. Assim, noticiou-se que nove mulheres ( uma canadiana e oito americanas) receberam o sacramento numa cerimónia no rio Saint-Laurent, Guananoque, Canadá. A notícia foi contestada pelo Arcebispo de Kington que declarou que “as pessoas não têm autoridade para fazer ordenações”. A cerimónia, realizada num barco por quatro padres e cinco diáconos, não é um caso isolado. Em 2002, realizou-se uma idêntica sendo o próprio Ratzinger (actual papa) a excomungar essas mulheres.
Não podemos, no entanto, minimizar a luta e o papel das mulheres na igreja. Elas administram a comunhão, têm a cargo a catequese, as reuniões de jovens, a preparação de celebrações, as assembleias de fieis. Sem esquecer as tarefas que por elas são realizadas como a limpeza e a decoração do local de culto, o coro….
Surge então a questão: Não será merecido conferir-lhe o mais sagrado dos sacramentos? Pela sua importância na propagação, fidelização da fé cristã, e a luz da realidade vivida nos seminários que estão se esvaziando tornando a renovação problemática, não será a altura de dar a oportunidade a quem sinta que o sacerdócio é a sua vocação, a sua missão?
Admito que os argumentos do Vaticano são válidos e dificilmente contestáveis. Porém, não se pode esquecer que passaram quase 2000 anos após estes escritos.
Concluímos que no evangelho nada nos diz que a vontade de Jesus era a ordenação das mulheres, no entanto não diz o contrário. A questão mantém-se.
Sylvie Oliveira

One Comment

  1. Dark Rises With Hodge
    John Hodge has been tapped to adapt the supernatural film The Dark Is Rising for Walden Media, according to The Hollywood Reporter .
    Find out how you can buy & sell anything, like things related to private road construction on interest free credit and pay back whenever you want! Exchange FREE ads on any topic, like private road construction!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: