Skip navigation

Discriminar não é, de facto, humano.

One Comment

  1. O video é o reflexo de um problema social que não tende a diminuir: a exclusão social, na sua forma mais agravada. O comportamento da última cidadã devia ser o comportamento de muitos cidadãos que se consideram pertencer a um órgão global, social e humano, consciente. Discriminar não é humano, mas antes descriminar.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: