Skip navigation

abortion_iii_by_complejo.jpg

Seis meses após a despenalização da Interrupção Voluntária da Gravidez (IVG), fez-se a primeira análise, concluindo-se que cerca de seis mil mulheres recorreram à IVG a pedido.

Com base na experiência de outros países, as autoridades de Saúde portuguesas calcularam a realização de 20 mil abortos legais por ano. Contudo, a extrapolação dos dados do primeiro semestre para um ano perfaz um total de 12 mil abortos, um número assaz inferior ao previsto. A maioria das IVG realizou-se em instituições de Saúde públicas, com recurso a medicamentos, dispensando intervenções cirúrgicas.

Grande parte das mulheres que recorreu à IVG tem idades compreendidas entre os 20 e 34 anos (4124). Por outro lado, foram realizados cerca de 30 abortos a menores de 15 anos – correspondendo a 0,5 por cento do total – e 503 a mulheres com idades superiores a 40 anos.

A nível geográfico, Lisboa e Vale do Tejo foram as regiões nas quais se realizou um maior número de IVG (3547), seguidas do Norte (1173), Centro (382), Algarve (351) e Alentejo (147). 

Anabela Santos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: