Skip navigation

O Mouvement du Nid colocou um manifesto online no sentido de chamar a atenção dos cibernautas para os turvos meandros da prostituição – miséria, exclusão, escravatura, tortura, tráfico. O organismo apela a um compromisso político, social e cultural que ponha fim à secular prática da prostituição. E, categoricamente, sustenta : « Nem ‘um mal necessário’, nem uma ‘fatalidade’, nem uma ‘profissão’, lugar de predilecção da violência, sexismo e racismo, a prostituição é um arcaísmo no cerne das nossas sociedades».

Manifesto para uma sociedade sem prostituição!

Uma constatação :

• A prostituição transforma em mercadorias milhões de seres humanos, mulheres, homens, crianças, transgéneros, em França e no mundo.
• O tráfico para fins prostitucionais prolifera por todo o planeta para responder às ‘necessidades irreprimíveis’ dos clientes.
• O corpo das mulheres habita num lugar de libertação, um ‘descanso do guerreiro’  nas diversas manifestações por todo o mundo (desportivas, militares, profissionais, políticas, turísticas, …)

Um apelo :

• Numa altura em que a sociedade mercantilista chega a reciclar a exploração sexual num simples ‘passatempo’, nós lançamos um apelo à vigilância. Recusamos a mercantilização do ser humano !
• Conservamos o optimismo e os valores da declaração dos Direitos do Homem : resistimos à ditadura da sociedade mercantilista !

Exigências para uma política coerente, aqui e agora

• A supressão do crime de solicitação que penaliza as pessoas que se prostituem.
• A inclusão  no Direito do princípio da responsabilidade dos clientes e a implementação de sanções educativas.
• A aplicação real da lei na repreensão do proxenetismo e o fim das complacências para as suas novas formas menos visíveis (casas de massagens, bares, internet, pequenos anúncios).
• A integração nos programas escolares de uma verdadeira política para a igualdade entre raparigas e rapazes e de uma educação para a sexualidade fundada na noção de desejo partilhado e respeito mútuo.
• A execução de uma política real de prevenção do risco prostitucional dirigida ao público.
• A criação de alternativas credíveis e sólidas à prostituição e de meios para favorecer o processo de reinserção.

Para assinar: AQUI
Anabela Santos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: