Skip navigation

“O homem é a fada do lar”

Em Itália, a discriminação no mercado de trabalho é uma realidade ainda proeminente, que se incorpora dos “estereótipos de género”. Em média, as italianas ocupam cinco horas por dia com as actividades domésticas enquanto os homens cerca de uma hora e meia. Tendo de conciliar a profissão com as tarefas do lar, as mulheres vêem reduzidas as possibilidades de apostar na sua carreira. Além disso, existe o “glass ceiling”, um limite invisível que as impede de ascender profissionalmente na pirâmide do mercado de trabalho, colocando-as em posições subalternas.       

A associação Arcidonna lançou o projecto ‘Laboratorio di Pari Opportunità: pratiche per il superamento degli stereotipi’ com o propósito de erradicar os “estereótipos de género” dos seus principais berços: família, escola, empresas e media.

Para mais informações, passa por AQUI!

Anabela Santos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: