Skip navigation

Três dias, múltiplas temáticas. O Congresso Feminista 2008 arrebatou indubitavelmente os palestrantes e participantes, proporcionando a todas e a todos momentos únicos de reflexão, intercâmbio de saberes e discussão.

Dia 26: Após a homenagem à feminista Madalena Barbosa e a celebração do centenário do nascimento de Simone de Beauvoir, o congresso desenhou rumos temáticos diversificados. Mulheres e Média; Mulheres e Lideranças; Mulheres, Pobreza e Exclusão Social; e Violência de Género e Violência nas Relações de Intimidade inauguraram o cardápio temático. A partir das 16h, os Feminismos, História das Mulheres e da Educação; Feminismos e Poder Político; Mulheres e Ciência; Género e Relações de Género; Trabalho, Sindicalismo e Empoderamento das Mulheres foram os temas em debate. O primeiro dia do Congresso Feminista 2008 fechou com o lançamento da ‘Agenda Feminista 2009’ da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR). 

Dia 27: O dia começou com os Direitos Humanos e Igualdades; Violência de Género nas Relações de Intimidade; Feminismos, Movimentos Sociais e Políticas Públicas; Famílias, Casamentos e Trajectos Emancipatórios; e Feminismos e Religiões.  Seguiram-se os Feminismos/Lesbianismos a Mov. LGBT; História das Mulheres e Correntes do Feminismo; Mulheres Migrantes; Mulheres e Saúde; e Trabalho, Sindicalismo e Empoderamento das Mulheres. A tarde reservou novos debates simultâneos: Educação, Género e Cidadania; Escrita de Mulheres, Escrita Feminista; Representações do Feminino; Tráfico de Mulheres e Prostituição. O Congresso Feminista 2008 deixou a Gulbenkian com o debate “Os Feminismos e os desafios para o nosso século” e com “Arte e Literatura de Mulheres/Feminista”.  O dia terminou com o jantar convívio na Fábrica Braço de Prata.

Dia 28: Decorrendo na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, o último dia do Congresso Feminista 2008 começou com Sexualidades e Direitos Sexuais e Reprodutivos, terminando nas Artes e Feminismos. 

Importa ainda sublinhar as brilhantes prestações do ‘Quarteto Ariadne’ – que inaugurou o Congresso Feminista 2008 –, do trio composto por Ana Sanmarful, Margarida Prates e Valter Marrafa – que precederam a mesa redonda ‘Os Feminismos e os desafios para o nosso século’, e das ‘Cramol’, que actuaram na noite de 27 de Junho, na Fábrica Braço de Prata.

3 Comments

  1. Gostei muito do vosso vídeo. Parabéns. Tive pena de não ter conseguido multiplicar-me para assistir às vossas intervenções. Abraço feminista,

    Cláudia

  2. Obrigada pela atenção. A mim fica a pena de não ter podido assistir a todos os paineis🙂

    Reenvio um abraço feminista claro

  3. Fantástico. Sempre actuais, eficientes e criativas.
    Parabéns. O feminismo não seria nada sem vocês.
    Um abraço em sororidade e com muita força, porque o futuro espera-nos e temos muito, muito, mesmo muito ainda que lutar, muitos caminhos e veredas a percorrer.
    Até sempre.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: