Skip navigation

violencia2

 

Era uma vez uma história feliz, e deixaram de fora as outras;
Falaram-me do amor, mas esqueceram-se da violência;
Narraram-me os afectos e omitiram os murros, estalos e gritos;
Fantasiaram o príncipe encantado, mas ninguém me falou do agressor;
Contaram-me o primeiro encontro, mas não as discussões;
Murmuram-me as palavras eloquentes e juras de amor eterno,
E passaram ao lado das violações, insultos e humilhações;
Encheram a minha mente de happy ending com casamento,
Como se a infelicidade no matrimónio não existisse.
Viveram realmente felizes para sempre? Ou juntos e miseráveis toda a vida?
Até que a morte os separe!!! Porque não se separar antes???
Porque é que os adultos não gostam de contos?
Talvez por já perceberem a realidade.

 

Sylvie Silva Oliveira

2 Comments

  1. As suas palavras trouxeram-me à ideia os conceitos de sentimentalismo e de amor romântico que a sociedade não deixa de impingir às jovens, presumo que com o objectivo de manter inalterados os valores que são o pilar moral da família patriarcal, desvalorizando a igualdade e o companheirismo que deveriam existir na relação.
    Por vezes quando se acorda do sonho já é tarde ou os danos já são irreparáveis,

  2. Estranho como a sociedade já nos incute na nossa formação uma imagem deturpada de felicidade inabalável e eterna.
    Sylvie, é sempre bom alguém passar a noção que a moeda tem sempre esses dois lados e que nem tudo são contos de fadas.
    Obrigado por partilhares o teu ponto de vista connosco.
    Muita força e continua a escrever.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: