Skip navigation


O número das pessoas vítimas da guerra no Iraque não cessa de aumentar.
De facto o destaque nos últimos dias tem sido para a morte crescente de soldados americanos.
O mês de Outubro foi o mais sangrento, assim contam-se até este momento 97 perdas no exército americano, o mais elevado desde o início do conflito.
A morte desses soldados são enunciadas nos meios de comunicação social, mas configuram-se como meros números, como pessoas sem rostos.
2810 é o triste número dos soldados desaparecidos no conflito, mas as suas mortes não possui o mesmo impacto que nas precedentes guerra porque os soldados são recrutados de forma voluntária.
Pergunto como ficar indiferente face a estas mortes?
As palavras do presidente Bush continuam de confiança na ocupação do Iraque.
“Estamos a vencer e venceremos, a menos que partamos antes de a missão estar cumprida”.
Quantas mais mortes serão necessárias para a missão ser cumprida?
Assegurou hoje: “Nós venceremos o inimigo no Iraque. Nós temos um plano para a vitória”, mais uma vez a conservação da maioria dos republicanos no congresso parece mais importante do que essa questão.
Será que os interesses de um estado vão continuar a prevalecer a uma vida humana?

Sylvie Oliveira
Anúncios

2 Comments

  1. Querida Silvia, siempre los intereses de los gobiernos, y ahora más aún los intereses económicos y estratégicos, han sido más importantes que las vidas humanas; es un concepto patriarcal por completo que, unido y aliado por naturaleza, al capitalismo, arroja todas estas muertes sobre la gente.
    Tolstoi nos transcribió una terrible conversación entre dos embajadores, uno ruso y otro polaco, sobre una guerra inminente: uno dijo que si no había acuerdos posibles, irían a la guerra. Añadió que eso tendría un coste de “solamente” veinte mil hombres por cada parte, pero eso no les parecía muy importante.
    Patético. Dramático. Cuarenta mil familias destrozadas, cuarenta mil vidas jóvenes segadas, no les parecía un coste importante. Sin contar la destrucción, la miseria y el dolor que una guerra produce.

  2. C’est un sujet tres important et tres compliqué a compendre pourquoi ses hommes meurt comme ça dans un hanonima des plus dégueulasse!!!
    Les politiciens devrais eux en prendre contiente mais se n’est pas le cas c presque de l’indifference pour eux!!!
    A quand la fin de ces guerres?????


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: